Páginas

24 de nov de 2010

“Passagem secreta” e a obra de Brígida Baltar

A obra completa da artista Brígida Baltar está, pela primeira vez, compilada em livro. Passagem secreta entremeia imagens de obras da artista com textos de curadores, críticos e pesquisadores da arte. Publicado pela estrante editora Circuito com recursos do Conexão, o livro será lançado no Rio de Janeiro (amanhã, no Parque Lage) e em São Paulo (no dia 27, na Galeria Nara Roesler). O curador Marcio Doctors selecionou os textos e organizou a publicação. Ninguém melhor do que ele para apresentá-la:

“Fazer este livro com Brígida Baltar foi uma aventura, no sentido inesperado do seu conceito visual e do seu conteúdo. Não nos limitamos a um mero registro cronológico de seus trabalhos ou a uma sucessão de obras já existentes e em circulação. Buscamos preservar no processo de sua concepção a ideia processual inerente à sua obra. Portanto, o livro foi todo pensado em processo e Brígida se permitiu liberdades criativas, transformando-o em mais um de seus trabalhos. O leitor encontrará dois ensaios visuais inéditos, que traduzem a maneira como ela se percebe e se faz perceber pelo mundo ao estabelecer o afeto como o conceito que costura secretamente o sentido de sua ação artística. Fizemos uma entrevista que acompanhou passo a passo a diagramação, transformando-se no substrato que juntou nossos pensamentos, guiando subterrânea e intuitivamente a concretização desta publicação. Os trabalhos foram agrupados de maneira a explicitar a ideia de que eles fazem parte de conjuntos mais amplos no tempo, cujo processo pode levar alguns anos até a sua finalização. E os textos críticos selecionados, assim com a sua biografia, estabeleceram conexões, através de pontuações e comentários, que revelam o íntimo como uma das chaves para que se possa perceber o lugar da fala da artista. Este é um livro-obra que nos convida a atravessar uma Passagem secreta, para que possamos, assim como Alice, passar para o universo singular de Brígida Baltar, onde uma silenciosa e sutil intimidade com a materialidade da natureza do mundo revela as fissuras por onde a arte se materializa como conceito e afeto.”

Sobre a artista
Brígida Baltar nasceu no Rio de Janeiro em 1959, onde vive e trabalha. Estudou na Escola de Artes Visuais do Parque Lage no Rio de Janeiro durante os anos 1980. Já nos anos 90 começa a participar de exposições importantes como Bienal de Havana, 1994
e Panorama de arte Brasileira em, MAM São Paulo, 1997. Entre as exposições recentes mais importantes estão Bienal da America, Denver 2010; After utopias, Museu Pecci, Prato, 2009; e, An Indoor Heaven, firstsite, Colchester, 2006. Em 2007 faz a instalação Passagem Secreta, na Fundação Eva Klabin, Rio de Janeiro e integrou do o Panorama de Arte Contemporânea 2007, no Museu de Arte Moderna de São Paulo e Alcalá Madrid. Em 2005, participa das exposições L’Autre Amerique, Passage de Retz, Paris e Untitled, Santa Barbara Contemporary Arts Forum, Santa Barbara. Em 2004 integra
a exposição Body Nostalgia, MOMAT- Museu de Arte Moderna de Toquio e Unbound, Parasol Unit em Londres. Em 2002, participa da Bienal Internacional de São Paulo
e C’est pas du cinema, Studio Fresnoy Nacional des Arts Contemporains, França.
Possui trabalhos adquiridos em coleções institucionais como CIAC [coleção Coppel], México, MOCA-Museu de Arte Moderna de Cleveland, USA e Fundação Joaquim Nabuco.

Lançamentos
Rio de Janeiro
Quando: 23/11 (20h)
Onde: Parque Lage (Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico, Rio de Janeiro – RJ)

São Paulo
Quando: 27/11 (11h)
Onde: Galeria Nara Roesler (Av.Europa 655, Jardim Europa, São Paulo – SP)